CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS | Precipitação, vento e agitação marítima

Prevê-se para os próximos dias um agravamento das condições meteorológicas, salientando-se:

  • Intensificação da precipitação durante o período da noite/madrugada de quarta para quinta-feira, prevendo-se que, a partir do meio da manhã de quinta-feira, passe então a regime de aguaceiros por vezes fortes com granizo e trovoada. Para o dia de amanhã prevêem-se valores de precipitação acumulada de 50 mm nas primeiras 12 horas e de 70 mm para o dia todo.
  • A situação será análoga no dia de sexta-feira (03Fev), com precipitação mais forte durante a noite/madrugada de quinta para sexta e valores previstos de precipitação acumulada na região Norte (em especial no Minho) de 40 mm durante a manhã e 50 mm no período da tarde. Na sexta-feira prevê- se que a queda de neve ocorra à cota dos 1000 a 1200 m.
  • Intensificação do vento a partir do final do dia de hoje, com rajadas que poderão atingir 75 km/h no litoral Norte e Centro e 90 km/h nas terras altas. O vento será ainda forte no período da manhã e durante a noite de sexta-feira, com rajadas que poderão atingir 90 a 100 km/h no litoral e nas terras altas (a 700 m).
  • Agravamento da agitação marítima, a partir das 12H de amanhã (02Fev), cujo período mais crítico a situar-se-á entre as 15:00 e as 24:00 horas, com ondas de 8 metros na costa ocidental a norte do Cabo Raso e período de onda de 18 segundos.

Recomenda-se à população a tomada das necessárias medidas de prevenção, nomeadamente:

  • Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
  • Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias;
  • Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
  • Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atenta para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte;
  • Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;
  • Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;
  • Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.
Quarta-feira 1 Fevereiro 2017 às:
Destaques Informações