Verão na Quinta das Conchas

 

20180808_172234

O Verão chegou. Veio tardio, mas nem por isso menos pujante, e quando se dignou a dar de sua graça fê-lo em força: O elementar Mercúrio sobe nos termómetros, qual saudação do deus homónimo ao seu semelhante, Apollo. Entre nós, humanos, estes salamaleques divinos manifestam-se na forma da presente onda de calor, bem-esperada e bem-vinda, ainda assim preocupante: Face às altas temperaturas é indispensável manter a hidratação, bem como algumas precauções como evitar o contacto direto com as emanações do Astro, pelo menos nas suas horas de maior esplendor, leia-se meio-dia e afins.

Para tal, nada como procurar uma agradável sombra e desfrutar de um piquenique ou refresco numa simpática esplanada. É precisamente isso que me trás aqui hoje, a sugestão de um dos ex-libris da nossa Freguesia, o mui agraciado Parque da Quinta das Conchas.

pop2

Dos maiores contínuos verdes da Cidade, após Monsanto, o parque encontra-se dividido em três zonas distintas, as zonas da Mata, Quinta dos Lilases e Quinta das Conchas. Comecemos pela primeira, a Mata: De agradável frescura silvestre e tortuosos caminhos, aconselhada aos caminheiros de entre nós, aventureiros urbanos procurando um cheirinho de floresta.

pop1

Temos também a zona da Quinta dos Lilases, onde predomina o elemento água, fio condutor da exuberante verdura, que nos convida a passear por entre regatos, riachos e ribeiras, atravessando pequenas pontes ao encontro do romântico lago.

sdffsfs

Por fim, temos a jóia da coroa, a Quinta das Conchas propriamente dita, no esplendor do seu relvadão, como diriam os nossos primos transatlânticos, convidativo ao piquenique, merenda, passeio, corrida, namoro(!), ou simples café e refresco numa das convidativas esplanadas dos cafés e restaurante que a complementam, por entre risos da criançada que alegremente brinca pelo parque infantil e sua circundante.

pop3

Um espaço de alegrias, amor e memórias, o Parque da Quinta das Conchas espera-nos, soalheiro e convidativo. Fica o desafio de desfrutar deste marco do Lumiar e da Cidade, dádiva iluminada de Olisipo aos seus ponenses.

Longa vida ao Verão!

Quarta-feira 15 Agosto 2018
Comunidade Espaços Verdes